Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias Contadas

Monsaraz

Monsaraz01 by HContadas.jpg

Monsaraz02 by HContadas.jpg

Monsaraz03 by HContadas.jpg

Monsaraz04 by HContadas.jpg

Monsaraz05 by HContadas.jpg

Monsaraz06 by HContadas.jpg

Monsaraz07 by HContadas.jpg

Monsaraz08 by HContadas.jpg

Monsaraz09 by HContadas.jpg

Monsaraz10 by HContadas.jpg

Monsaraz11 by HContadas.jpg

Monsaraz12 by HContadas.jpg

Monsaraz13 by HContadas.jpg

Monsaraz14 by HContadas.jpg

 

Já devem ter reparado que adoro passear, certo?!

E se há alturas em que só saio por motivos profissionais (naquelas que carinhosamente apelidei de "viagens na minha terra"), este ano está a ser um "desassossego" bom de passeios em lazer!

 

No fim-de-semana rumámos a Sul, até ao Alentejo. Andámos por Évora e, como os miúdos deliram com a ideia de ir a Espanha, resolvemos passar a fronteira junto ao Alqueva e acabámos por parar em Monsaraz para almoçar.

 

Monsaraz é daquelas terras deliciosas que vale a pena conhecer. Desenvolve-se no topo do monte, dentro das muralhas de um antigo castelo, numa mistura charmosa entre o branco da cal e o negro do xisto. 

 

A Vila é relativamente pequena, pelo que dá perfeitamente para percorrer a pé (aliás, os carros não podem entrar dentro da muralha). Usem a muralha como referência e sigam, sem pressas, pelas ruas estreitas e inclinadas. Para quem gosta de monumentos, a Igreja Matriz e a muralha do Castelo são pontos de passagem obrigatória. Mas, para quem como eu se perde nos pormenores, tudo serve de pretexto para parar: as portas minúsculas, as rendas nas janelas, o musgo amarelo que, nesta altura do ano, cobre os monumentos e a vida da Vila, que mais parece uma aldeia onde todos se conhecem. 

 

Depois há as lojas... A não perder, recomendo a Loja da Ervideira. Não pelo vinho em si (que desconheço), mas porque está instalada numa antiga escola onde podemos encontrar objetos tão giros como: o quadro de ardósia; o estrado onde outrora estava a secretária da professora; azulejos espalhados pelas paredes com o abecedário e contas de somar; um painel de azuleijos com a história da Vila; e uma lareira onde professora e alunos de aqueciam no Inverno. Para quem gosta de artesanato, há várias lojas onde se podem adquirir produtos regionais como as típicas cadeiras de madeira e as quase extintas mantas alentejanas.

 

Para almoçar, recomendo a esplanada do Xarez, onde podem degustar várias iguarias alentejanas ao mesmo tempo que se deliciam com a paisagem. A vista é soberba sobre as planícies alentejanas e a albufeira do Alqueva!

 

Duas lojas a visitar em Praga

Manufaktura01 by HContadasManufaktura04 by HContadasManufaktura by HContadasManufaktura03 by HContadas

Manufaktura by HContadasManufaktura02 by HContadas

Quando estivemos em Praga houve duas lojas que me encantaram.

Uma foi a Manufaktura, uma marca que vende produtos artesanais feitos na República Checa e que tem lojas espalhadas um pouco por toda a cidade. Tudo tem óptimo aspecto, a começar pelos cosméticos e produtos de beleza; os bonecos em madeira, tão típicos no país; e os espectaculares ovos de codorniz pintados à mão, verdadeiras obras de arte e perícia.

Esta loja faz-me lembrar a (nossa) Vida Portuguesa, onde as marcas que sobreviveram ao tempo, guardam histórias para nos contar.

 

A outra foi a SpaceLove, uma pequena loja de roupa de criança que descobrimos por acaso num dos nossos passeios a pé pela cidade. E mais do que a roupa em si, o que gostei mesmo foi da decoração. O ambiente vintage e romântico, as cores pastel, os apontamentos em madeira, mas principalmente o maravilhoso cavalo de madeira antigo. Muito gira!

LojaPraga by HContadasLojaPraga by HContadas

LojaPraga by HContadas

Quinta da Regaleira

A Quinta da Regaleira2 by HContadas

Se é verdade que a J.K. Rowling se inspirou nos estudantes universitários do Porto e nas suas longas capas negras quando escreveu a saga Harry Potter, nem imagino o que seria se a sua fonte de inspiração tivesse sido a Quinta da Regaleira.

 

No primeiro sábado em que o verão nos brindou com temperaturas dignas desse nome, tínhamos como prescrição médica: proibido ir à praia. E, na indecisão onde vamos e não vamos, rumámos a Sintra. Pelo menos aqui o clima joga a nosso favor. Mas, trocámos o movimentado centro histórico pelo sossego místico da Quinta da Regaleira.

Os filhotes não estavam muito convencidos com o programa. Mas, agradou-lhes a ideia de conhecer a quinta de mapa na mão, quais exploradores de palmo e meio.

 

A Regaleira tem aquela coisa boa de espicaçar a nossa imaginação. Fazer-nos viajar para longe, para histórias de princesas, magos e feiticeiros. Tudo nos puxa para isso: as árvores centenárias, os jardins labirínticos, as igrejas, torres e escadas em caracol, as grutas e poços com passagens secretas. E cada sítio que descobrimos povoa a nossa mente com histórias fantásticas e misteriosas, bem ao estilo Código Da Vinci. Quanto aos filhotes, o registo é mais Geronimo Stilton, mas igualmente empolgante.

 

Desta vez não levei a máquina. E tudo o que consegui foi tirar umas chapas com o telemóvel. Mas quaisquer fotos que tirasse não fariam jus ao espaço ao vivo! Vale mesmo a pena lá ir, e deixar-se invadir pelo espírito da quinta.

Sem dúvida um dos sítios giros para visitar na região de Lisboa.

Praga - Parte II

VidaPraga01 by HContadas

VidaPraga02 by HContadas
VidaPraga03 by HContadas
VidaPraga04 by HContadas
VidaPraga05 by HContadas
VidaPraga06 by HContadas
VidaPraga07 by HContadas
VidaPraga08 by HContadas
VidaPraga09 by HContadas
VidaPraga10 by HContadas
VidaPraga11 by HContadas
VidaPraga12 by HContadas

 

O melhor de viajar é apreciar o fervilhar da vida de rua. E Praga é uma cidade cheia de animação nesta altura do ano. Um pouco por toda a Cidade Velha encontramos músicos de rua, malabaristas e artistas vários mostrando suas habilidades e cativando turistas. 

 

Praga é também a terra das noivas. E é vê-las posar para a posteridade, à frente de cada monumento ou igreja.

 

Os locais preferem o rio e os parques urbanos, onde podem desfrutar do calorzinho bom que se faz sentir nesta altura do ano.

 

Quanto a mim, eu gosto mesmo é de passear. E esta viagem soube-me pela vida ;)

Boa terça-feira!

About me

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Histórias Contadas no Bloglovin

Follow on Bloglovin

Histórias Contadas no facebook

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D