Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias Contadas

Parque Natural de Montesinho - parte II

PNM15 by HContadas.jpg

PNM16 by HContadas.jpg

Moinho de água (aldeia de França)

PNM17 by HContadas.jpg

PNM18 by HContadas.jpg

PNM19 by HContadas.jpg

PNM20 by HContadas.jpg

PNM21 by HContadas.jpg

Torre da igreja em Montesinho

PNM22 by HContadas.jpg

Montesinho

PNM23 by HContadas.jpg

Barragem de Serra Serrada 

PNM24 by HContadas.jpg

Antiga malhadeira de trigo (à entrada da aldeia de Caravela)

PNM25 by HContadas.jpg

PNM26 by HContadas.jpg

PNM27 by HContadas.jpg

 

Assim termina o registo do nosso passeio pela Parque Natural de Montesinho. Deixo-vos com imagens de Montesinho, a primeira aldeia do Parque Natural a ser reabilitada e que é hoje um exemplo vivo das aldeias que outrora povoaram esta região do país; o moinho de água na aldeia de França, a mesma aldeia que em tempos recebeu muitos portugueses que, enganados, julgavam estar a emigrar para França; e, outras tantas imagens que ilustram a liberdade boa da vida do campo, as pessoas, os animais e um pôr-do-sol que aquece até hoje as memórias do nosso Verão.

 

 

Parque Natural de Montesinho - parte I

PNM01 by HContadas.jpg

Ponte romana de Gimonde

 

 

Rio de Onor (na fronteira com Espanha)

 

Bragança foi o aperitivo na descoberta do nordeste transmontano. Ao subir a primeira encosta entramos no Parque Natural de Montesinho, um sítio mágico do nosso Portugal, onde homem e natureza falam a mesma língua e dançam a mesma canção.

 

Serras onduladas. Vales profundos. Ribeiras e riachos. Casas de pedra. Pontes romanas. Flores coloridas. Pessoas simples e genuínas. E animais, muitos animais. Explorar o Parque Natural de Montesinho é ficar com as baterias carregadas de ar puro, de verde e natureza. É desacelerar, baixar rotações, descobrir um outro ritmo, uma batida mais calma que até o relógio parece respeitar.

Bragança

Bragança01 by HContadas
Vista da zona histórica da cidade e Castelo
Bragança02 by HContadas
Bragança03 by HContadas
Bragança04 by HContadas
 

Os avós do primo Francisco são de Bragança e há muito que falávamos em visitá-los. Estas férias, a pretexto de fazermos uma surpresa ao Francisco no seu aniversário, rumámos ao extremo nordeste de Portugal.

 

Bragança é uma cidade charmosa, que se estende ao longo das margens do rio Fervença. Ruas estreitas. Prédios antigos. Varandas de ressalto. Janelas quadriculadas em guilhotina, coloridas e muito típicas. No alto, as muralhas do Castelo e a torre de Menagem avistam-se em qualquer ponto da cidade.


Bragança05 by HContadas
Dentro das muralhas, uma outra cidade
Bragança09 by HContadas
Bragança06 by HContadas
Bragança07 by HContadasBragança08 by HContadas
Vista da Torre de Menagem, Igreja de Santa Maria e Domus Municipalis a partir das muralhas
 

 

Dentro das muralhas, outra cidade. Uma cidade pitoresca, presa no tempo, de história rica e monumentos imponentes. A torre de Menagem, a Igreja de Santa Maria, o Domus Municipalis e o Museu ibérico da Máscara e do Traje são alguns pontos turísticos a visitar.

 

Isso, ou percorrer demoradamente as ruas estreitas, becos ou vielas, e subir à muralha, onde conseguimos ter uma vista panorâmica não só da cidade como de toda a região.

 

Os locais são afáveis, hospitaleiros, de sorriso fácil.

A comida é de babar, principalmente a famosa posta mirandesa, feita de carne de vitela que se desfaz na boca.

 

Em resumo, tudo bons ingredientes para uns dias muito bem passados!

 

 

Algumas notas úteis

A visitar em Agosto: a Feira Medieval de Bragança que decorre dentro das muralhas do Castelo por volta do dia 15. 

Onde comer posta mirandesa: restaurante "O Silva".

About me

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Histórias Contadas no Bloglovin

Follow on Bloglovin

Histórias Contadas no facebook

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D