Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias Contadas

Merkato

Merkato by HContadas

Palavra em esperanto para Mercado. Feira. Bazar.

 

Originalmente era utilizado para designar o sítio onde compradores e vendedores se encontravam para trocar os seus bens.

 

A partir de hoje ganha todo um novo significado. Pelo menos para mim. Merkato é um sonho tornado realidade. É um salto de fé, resultado de muita conspiração boa e o desejo de fazer acontecer...

 

Merkato é o meu novo projecto. Um projecto de coração que criei com uma querida amiga, a Catarina. E verbaliza o nome que damos à nossa paixão pelo saber fazer português. 

 

Merkato é, também, caderno novo pronto a estrear. Um caderno que queremos encher de merkatorias bonitas, com alma portuguesa, criadas em parceria com pessoas que admiramos e que partilham desta mesma paixão.

 

A primeira colecção dá pelo nome de The sunny store e resulta de uma parceria com a inspiradora Sofia. Mas isso é outra história, ainda por contar, e que merece um post próprio já a seguir.

 

Para já, sejam muito bem-vindos à Merkato. Uma nova aventura está prestes a começar!

3Day Startup Évora

Jovens. Estudantes. Inexperientes. Trocaram um fim-de-semana de descanso por quarenta e oito horas de aceleração. E correram, aceleraram, tropeçaram, abrandaram, mas nunca pararam. Sempre em direcção ao pitch final, à validação da ideia.

 

Por lá passaram vários mentores. Que os ouviram, que partilharam vivências, que os puseram à prova. Eu fui um deles e deu-me imenso gozo... ver o seu entusiasmo, a sua determinação! Porque o que lhes falta em experiência sobra-lhes em vontade de fazer acontecer. E isso não se explica, sente-se!

3Day Startup Évora : Eu vou!

3DS Évora by HContadas

Convidaram-me para ser mentora no 3Day Startup Évora.

 

O 3Day Startup é um programa de educação em empreendedorismo para estudantes universitários baseado na filosofia de aprender fazendo. A ideia é simples: começar empresas de base tecnológica durante um período de 3 dias. Esta será a primeira edição do programa em Évora e começa já amanhã.

 

Sinceramente não acredito que ninguém lance uma nova empresa em 3 dias. Mas, tenho para mim que não é isso que se pretende. O que se quer é criar o ambiente de uma startup: o entusiasmo de transformar um sonho em realidade, a adrenalina do fazer acontecer, a insegurança do desconhecido, o desconforto de correr contra o tempo. Isso, sim, vai fazê-los sentir na pele toda a magia de criar uma startup (com o bom e o mau que traz consigo).

 

E é uma sensação tão boa poder fazer parte desse momento. Apesar do friozinho que resolveu instalar-se da minha barriga e que insiste em não ir embora...

Empreendedorismo - Founder Institute em Lisboa

Vai ser lançada a 2ª edição do Founder Institute (FI) em Lisboa. Para quem não sabe, o FI é uma incubadora de ideias que tem como objectivo ajudar a criar novas empresas de base tecnológica em todo o mundo, tendo por base a metodologia utilizada em Silicon Valley, a meca do empreendedorismo a nível mundial.

Se tiverem uma ideia/ projecto de base tecnológica que queiram ver transformada numa empresa em 4 meses, candidatem-se. Garanto que é uma excelente oportunidade. Mas, preparem-se, porque vai ser uma grande prova de endurance…

Vão ser avaliados em contínuo. Vão ter pitchs semanais. Vão ter milestones a atingir. Vão pensar várias vezes em desistir.

E vão falar com empreendedores experientes - portugueses e não só. Vão ver a vossa ideia crescer mais forte e vencedora. Vão acelerar a um ritmo que nunca pensaram ser possível. Vão transformar o vosso sonho em realidade com a ajuda de quem sabe!

Se ficaram curiosos e querem saber mais, espreitem aqui ou inscrevam-se na sessão de esclarecimento aqui.

Bons projectos!

Made in Portugal

Linhas00 by HContadas

O digital trouxe-nos um mundo de oportunidades de "fazer acontecer" online. Os argumentos são vários: menores custos de investimento e estrutura, mais facilmente escalável, está à distância de um clique. E grande parte das startups que têm surgido nos últimos anos em Portugal, tentam aproveitar essas oportunidades. É o caso da GetSocial, da Adegga e da minha querida Pumpkin

Mas, eu continuo a gostar muito de produto. É físico, é palpável, tem uma história para contar. 

Uma coisa que me dá imenso gozo é percorrer o País na procura dos ofícios que fazem parte da nossa história. Conhecer as caras, aprender com quem sabe, entender o processo de produção. Desengane-se quem acha o contrário, mas Portugal ainda tem uma oferta generosa de gentes e ofícios. Produção artesanal, semi-industrial ou industrial, todas têm o seu lugar no tecido produtivo nacional. E cabe a cada um de nós apoiar na preservação deste nosso património colectivo.

Se é fácil? Com concorrentes como a China e a Índia, penso que não. Mas, se soubermos reinventar as tradições, se aprendermos com exemplos como o IKEA e a Zara, e mantivermos o orgulho nacional, seguramente chegamos lá!

About me

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Histórias Contadas no Bloglovin

Follow on Bloglovin

Histórias Contadas no facebook

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D