Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias Contadas

A-cor-dar #8 :: Porto

A pretexto de ter sido recentemente eleito o Melhor Destino Europeu de 2014, o a-cor-dar de hoje é dedicado à cidade invicta. E, para mim, pensar no Porto é pensar numa cidade renovada, que atrai cada vez mais jovens, em parte devido aos voos low cost que chegam em número crescente ao aeroporto Sá Carneiro e trazem gentes de toda a parte. Por isso, resolvi imprimir um estilo informal às escolhas de hoje, as quais são ideais para quem tem um espírito jovem e aprecia experiências únicas e verdadeiras. Afinal, a vida é feita disso mesmo… experiências! Espero que gostem!

A-cor-dar#08  Porto

#1 - Dixo’s Oporto Hostel

Situado no coração do centro histórico do Porto, num edifício do século XIX classificado pela UNESCO como Património Mundial, o Dixo’s Oporto Hostel é um dos mais recentes Hostels da cidade. 

Porquê um Hostel?

Escolhi um Hostel por ter um registo mais informal e que estimula o contacto entre pessoas de diferentes origens e culturas, mesmo ao jeito que eu queria para este a-cor-dar.

#2 - Malas Maria Maleta

A Maria Maleta é uma marca de acessórios, jovem, elegante e trendy, nascida e criada no Porto, que tem como factores-chave a qualidade e o design.

Porquê Maria Maleta?

Porque era menina para levar uma ou duas peças Maria Maleta para casa (pensando bem, eu já dei esta resposta várias vezes! Nuno, andas a ler o blog?!)

#3 - Oficina do Alfredo

A Oficina do Alfredo é uma oficina no Porto que faz lembrar as dos tempos dos nossos avós e onde se fazem brinquedos de madeira com amor.

Porquê a Oficina do Alfredo?

Estes cavalinhos de madeira remetem-me para a saudade dos dias longos e felizes da minha infância.

#4 - Rapa-tachos Bicho Sete Cabeças

O rapa-tachos da Bicho Sete Cabeças é uma reinterpretação do clássico “Salazar” o rapa tachos baptizado pelo povo com o nome de António de Oliveira Salazar, o ditador que governou Portugal durante o Estado Novo e por mais de 40 anos, muito representativo de décadas de escassez e pobreza.

Porquê o Rapa-tachos BSC?

Porque o acho divertido e super-útil para ajudar os filhotes a rapar a tigela dos meus bolos!

#5 - Grafista

Grafista é uma marca portuense de produção de artigos gráficos originais, desenvolvida pelo ilustrador & designer João Brandão. O desenho da marca é fortemente influenciado pela cultura gráfica nacional e apresenta uma declarada herança “vintage”.

Porquê Grafista?

Parece-me ser um excelente souvenir para quem vai ao Porto e quer levar para casa algo diferentes das clássicas t’shirts ou canecas.

#6 - EatWith

É uma comunidade internacional credenciada de pessoas que convidam outras a jantar nas suas casas. Para já, no Porto existem dois anfitriões: o DIY Francesinha: Do mercado para a mesa do almoço; e o Melhor de dois mundos, e estou indecisa entre qual escolher…

Porquê a EatWith?

Achei o conceito muito giro e confesso que estou tentada a fazer-me convidada para jantar em casa de alguém, mesmo que seja aqui ao virar da esquina…

 

Que tal?! Gostaram das minhas sugestões?

Boa sexta-feira, bom fim-de-semana!

About me

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Histórias Contadas no Bloglovin

Follow on Bloglovin

Histórias Contadas no facebook

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D