Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias Contadas

Assuntos de mãe

...sobre o eczema de pele.

É uma doença de pele muito comum nos dias de hoje. Manifesta-se de várias maneiras. As que conheço são comichão e manchas avermelhadas espalhadas pelo corpo, principalmente nas zonas mais húmidas (boca, na altura da baba e das chuchas; dobras dos joelhos e dos braços, quando são mais velhos). Tudo isto assume uma maior dimensão no Verão, devido ao calor e aos banhos de mar e de piscina. Dizem os médicos que está associado ao sistema respiratório. Lá por casa, confirma-se: ouvidos e pele são os calcanhares de Aquiles dos filhotes. Se em relação aos ouvidos há pouco que possamos fazer, em relação à pele atópica já não é bem assim. Ao longo dos últimos 7 anos tenho aprendido alguns truques relativamente simples que ajudam a reduzir os efeitos da pele seca e que resolvi partilhar por aqui na esperança que vos possam ser úteis:

#1 Banho

  • deve ser rápido e com água tépida
  • usem um gel de duche apropriado para peles secas (a este propósito vejam o ponto relativo a cremes hidratantes)

#2 Roupa

  • optem por fibras naturais, como o algodão. Evitem as fibras sintéticas
  • lavem sempre a roupa nova, antes de a vestir
  • Centrifuguem a roupa muito bem na máquina de lavar, antes de a pôr a secar
  • Não usem amaciador de roupa

#3 Cremes hidratantes

  • Existem no mercado imensos cremes para pele atópica. Arrisco-me a dizer que experimentei quase todos quando o Gonçalo era bebé. Mas, nem todos resultam da mesma forma.  O creme que nos tem acompanhado ao longo destes anos é o D'Aveia Hidratante Corporal, a par com o D'Aveia PS Emulsão de limpeza de pele seca… E fazem parte da ementa diária da higiene dos miúdos. Tratamento continuado diz a prescrição médica, e eu respeito…

#4 SOS

  • Há momentos em que o tratamento habitual não chega e somos obrigadas a tomar medidas mais drásticas. Geralmente é nesta fase que os médicos recomendam os cremes à base de corticóides. A certa altura, o dermatologista receitou algo diferente. Chama-se Protopic, não tem corticóides, custa uma fortuna, na minha opinião faz milagres, mas necessita de aconselhamento médico. Em momentos de SOS é o que eu uso.

Mas, pensando bem, estes momentos de SOS são, felizmente, cada vez menos frequentes. Os miúdos estão a crescer, têm mais defesas e os cuidados que vos falei nos pontos anteriores têm feito com que eles se vão aguentando muito, muito bem!

E, por aí? Têm outras dicas para a pele atópica?

2 comentários

Comentar post

About me

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Histórias Contadas no Bloglovin

Follow on Bloglovin

Histórias Contadas no facebook

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D