Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias Contadas

Viagens na minha terra

Troquei os saltos altos e a calçada portuguesa por botas de biqueira de aço e gravilha. E assim ando eu em viagens na minha terra a percorrer o Portugal profundo ao sabor dos humores do S. Pedro. Amanhã rumo a casa, numa espécie de regresso ao que me enche o coração...

Filhotes, estou a caminho!

Do meu fim-de-semana

Fazemos questão que tenham doses generosas de rua. Mesmo em dias de Inverno em que o frio e o mau tempo convidam a ficar por casa pegamos nas bicicletas, patins e afins e saímos porta fora. Nódoas negras nas canelas, joelheiras nas calças e areia nos sapatos fazem parte da indumentária mais vezes do que eu gostaria, é certo, mas na hora do recreio são eles que ditam as regras. São crianças e tenho para mim que Brincar é dos melhores verbos para crescerem felizes e saudáveis.

Filhotes by HContadas

Bolo de chocolate com molho de frutos silvestres

No início de Dezembro, quando as Festas estavam a começar, fomos jantar a casa de uns amigos. A sobremesa era um delicioso bolo de chocolate, daqueles que fazem crescer água na boca e esquecer o peso na consciência.

Em jeito de comemoração do Dia de Reis, partilho hoje a minha reinterpretação da receita do Bolo de Chocolate. Sei que deveria presentear-vos com um Bolo Rei mas a tradição já não é o que era e não me lembrei de nada melhor para adocicar o início da semana!

 

Ingredientes para o bolo de chocolate: 250gr chocolate de culinária (a gosto, podem também usar chocolate preto - 70% de cacau); 200gr açúcar; 250gr manteiga com sal; 50gr farinha para bolos; 6 ovos

Para o molho de frutos silvestres: 250gr frutos vermelhos congelados; 2-3 colheres de sopa de açúcar
Preparação:
Derreter o chocolate e a manteiga em banho maria (eu uso o microondas) e mexer bem até ficar um creme uniforme. Bater as gemas com o açúcar e juntar o chocolate derretido. Adicionar a farinha e misturar bem. Bater as claras em castelo e juntar ao creme de chocolate. Levar ao forno previamente aquecido a 220º, durante 10 a 15 minutos até o bolo ficar cozido por fora, mas com consistência de mousse por dentro. Deixar arrefecer antes de desenformar.
Misturar os frutos vermelhos com o açucar num tacho. Levar a lume brando até que todas as frutas estejam cozidas. Deixar arrefecer.
Na altura de servir, regar o bolo de chocolate com a calda de frutos silvestres.
Agora é só pôr as mãos na massa ;)
Boa semana!

Admirável Gadget Novo

iPad by HContadas

Bom dia! Já que o tempo não convida a grandes passeios no exterior, vou aproveitar para explorar um pouco mais o meu brinquedo novo e tirar umas chapas aos meus amores pequeninos... Estou fã de tirar fotografias com o iPad. Para além de ser super prático, tem um LCD enorme que deixa perceber todo o alcance da imagem. Agora é ver-me a tirar chapas atrás de chapas. A qualidade da imagem não é a melhor, mas é compensada pela expontâneadade dos filhotes e a oportunidade das fotografias que vou tirando!

Desbloqueador de blogue

Olá, miúdas e miúdos aí desse lado. Feliz Ano Novo!

Espero que tenham entrado em 2014 da melhor forma possível e que este novo ano vos traga tudo de bom!

Andei mais calada nestes primeiros dias do ano (infelizmente) por questões pessoais mas, também, porque estava a ter alguma dificuldade em dar o “pontapé de saída” ao Ano Novo aqui no blogue. Arranjar uma espécie de desbloqueador de conversa. E, quando tropecei neste post, ganhei coragem para partilhar o que andava há já algum tempo a ganhar forma na minha cabeça. E que, descobri hoje, era o motivo de ter perdido a inspiração.

O admirável mundo dos blogues

Assumo que antes do Histórias Contadas nascer eu não era grande seguidora de blogues e que a minha cultura “blogística” se esgotava no fenómeno Pipoca mais doce. Mas, como em tudo no que me envolvo, estudei bastante o Admirável Mundo Dos Blogues, vivi-o, tornei-me seguidora de alguns e fui absorvendo a informação, dando tempo ao tempo, porque há coisas que se aprendem melhor com a experiência.

E, com isso, fui ganhando algum espírito crítico; fui percebendo que, muitas vezes, ter um blogue é, por si só, um negócio; e, também, o quão viciante este mundo se pode tornar…

Origem do Histórias Contadas

É sabido que este blogue nasceu como um instrumento de comunicação da Home Glam, que tinha como primeiro objectivo dar a conhecer os projectos inspiradores que fomos conhecendo durante a nossa aventura no mundo do empreendedorismo. E que, em meados do ano passado, eu decidi adoptá-lo.

Ao início tudo era planeado. Escolhia a dedo os assuntos que ia abordar, fazia um trabalho extenso de pesquisa, envolvia muitos meios e tempo na preparação de cada post. E cedo se tornou insustentável quando acumulado com outros dois trabalhos.

Claro que cada post que escrevi me deu um gozo tremendo a preparar! Mas, à custa de quê?

O instinto tomou as rédeas

A verdade é que com o passar do tempo, deixei que o instinto fosse tomando as rédeas do que escrevo. De uma forma natural, sem ser planeado. Aquele que era o motivo para fazer do Histórias Contadas um blogue profissional tinha desaparecido… e, por tantas vezes, aquilo que me inspira resulta da minha vivência, de um acontecimento específico ou de um estado de espírito.

O reencontro com a escrita e não só

Nunca pensei que ter um blogue fosse tão enriquecedor… mas é!

Desde logo pelo desafio da escrita. Às vezes, colocar no papel as ideias que quero transmitir não é tarefa nada, nada fácil. Mas é um exercício muito giro!

Depois, a necessidade crescente de ilustrar os posts com imagens minhas. Engraçado que, com o passar do tempo, se tornou cada vez mais importante usar as minhas próprias imagens. Penso que tem a ver com o facto de este cantinho transmitir a minha forma de ver o mundo e, logo, faz mais sentido usar a “minha lente”. Claro que isto é um tremendo desafio, porque a fotografia é um mundo totalmente novo para mim!

E, por último, mas não menos importante, por todas as pessoas que fui conhecendo, por todas as outras que fui reencontrando e, também, por todos aqueles que, de forma mais ou menos anónima, vão-me fazendo companhia dia após dia. ♥

E agora?

Ainda não sei bem… mas desejo dar um propósito (ainda) maior a este blogue. Uma espécie de diário, onde guardo momentos da (minha) nossa vida. Uma espécie de laboratório onde experimento a escrita, onde experimento a fotografia, onde experimento a criatividade.

Mas, acima de tudo, desejo que me dê GOZO! Sim, GOZO! A verdade é que a vida assume (demasiadas vezes) contornos cinzentos e este cantinho funciona como um escape. Uma espécie de centro de desintoxicação das coisas chatas da vida.

Será que estou a ser ambiciosa? Se calhar, mas sabe bem começar o ano assim!

E vocês, o que é que acham disto? Têm blogues? Se sim, porque é que os criaram?

Pág. 4/4

About me

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Histórias Contadas no Bloglovin

Follow on Bloglovin

Histórias Contadas no facebook

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D