Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias Contadas

Em jeito de reflexão

Há cerca de 2 anos, tinha o Gonçalo 5 e a Mariana 3 anos, aconteceu-nos um episódio insólito: estávamos numa loja de criança a comprar roupa. Enquanto eu e a vendedora conversávamos eles andavam por ali a brincar. Quando saímos da loja a Mariana quis mostrar-me algo. Escondidos entre seus pequenos dedos, estavam 2 ganchos.
- Olha, mamã. Olha os meus ganchos novos!, disse.
Estarreci. Por momentos fiquei sem reacção. Os meus filhos acabavam de trazer algo da loja sem pedir e sem pagar! Não era possível! Meio envergonhada, meio zangada, meio chocada, obriguei-os a voltar para trás, devolver os ganchos e pedir mil desculpas à vendedora. Perante o olhar triste e desapontado da Mariana, a senhora fez questão de lhe oferecer um dos ganchos, indiferente ao meu ar reprovador de quem diz "eles roubam e ainda os estás a premiar por isso?"
Passado aquele impacto inicial, comecei a pensar mais friamente sobre o que tinha acontecido, no facto de a Mariana me ter vindo logo mostrar os ganchos, no facto da vendedora ter feito questão de lhe oferecer um gancho apesar de tudo, e cheguei à conclusão que eles não tinham feito por mal. Apenas não sabiam o verdadeiro significado de roubar, apesar de já conhecerem há muito a célebre frase "não se rouba nada a ninguém".
Pois bem, cabia-me a mim explicar-lhes o que se tinha passado, ajudá-los a interiorizar o conceito e a justificar a minha reacção reprovadora.
***
Quando ouço falar em bulling, em violência entre namorados adolescentes ou neste tão triste acontecimento do Meco, lembro-me sempre desse episódio. E ponho-me a pensar: Que ensinamentos é que a nossa sociedade (cada um de nós!) está a passar às nossas crianças e jovens? Será que para eles "valores", "princípios" e "ética" são apenas conceitos ocos e vazios de conteúdo?
Não tenho dúvida que todas as mães (e pais) tentam dar o seu melhor na educação dos filhos, mas às vezes é preciso parar e pensar
Que estes tristes acontecimentos nos sirvam para isso, já que não servem para mais nada!

A-cor-dar #2 :: Cortiça

Esta semana o a-cor-dar salta para um tema completamente diferente: a cortiça! É 100% natural, biodegradável, amiga do ambiente, elástica, à prova de água e óptimo isolante térmico e acústico. Tudo boas razões para fazer da cortiça um excelente material, digno de destaque aqui no a-cor-dar. Já para não falar que Portugal é o principal produtor de cortiça a nível mundial.

Pensando em cores não será o tema mais interessante, mas é impressionante a quantidade de projectos inovadores que têm reinventado a velha cortiça. Ora vejam:

A-cor-dar#2-cork by HContadas

#1 - Hotel Caminhos de Santiago

Este hotel de charme fica localizado na vila de Santiago do Cacém, a apenas alguns quilómetros de algumas das praias mais bonitas da Costa Vicentina, e resulta de um cuidado projecto de restauro da antiga pousada de Santiago do Cacém.

Porquê o Caminhos de Santiago?

Porque a decoração de interiores é da autoria da Arq. Cristina Santos Silva, cujo trabalho adoro. E porque ela teve o cuidado de recorrer a artesãos locais para fabricar muitas das peças e acessórios que decoram o hotel. São exemplo disso as mantas alentejanas, as peças de cerâmica e, claro, os objetos em cortiça.

#2 - Fly London

É uma marca de sapatos portuguesa que inovou ao misturar cortiça e design, sob a forma de sandálias, quando ainda ninguém pensava nisso.

Porquê Fly London?

Porque acho as sandálias super-confortáveis! A cortiça já teve melhor qualidade (a sola das últimas que comprei partiu-se), mas continua a valer pelo conforto e pela assistência pós-venda que funciona muito bem.

#3 - Furo

foi desenhado por Fernando Brízio e pertence à coleção MATERIA by Amorim. Com curadoria da experimentadesign, MATERIA apresenta doze projectos de dez designers num total de vinte e dois objectos feitos a partir de cortiça. Se quiserem conhecer os outros objectos desta colecção espreitem aqui

Porquê Furo?

Porque gosto dos projectos que dão oportunidade aos designers nacionais de mostrar o seu talento e porque acho que o resultado final é muito bom.

#4 - Alma gémea

é uma colecção de artigos para o lar fabricados em cortiça e cerâmica, que resulta de uma parceria entre o grupo Amorim e a Matcerâmica.

Porquê Alma Gémea?

Porque gosto de projectos que reinventem os materiais tradicionais dando-lhe nova vida e novo valor!

#5 - Trela CORKDESIGN

A CorkDesign é uma marca portuguesa que trabalha há mais de 20 anos na produção de artigos de cortiça e cuja colecção inclui um sem-número de artigos em tecido de cortiça de senhora, homem, casa e decoração, entre muitos outros.

Porquê esta trela?

Pela sua simplicidade e funcionalidade.

#6 - Nike lebron x cork

Produzidos com cortiça e pele, estes tennis celebram a excelente época que o basquetebolista LeBron James teve em 2012 ao serviço da NBA.

Porquê os tennis?

Os mais atentos saberão que ando num processo de luta interna entre o voltar ou não a correr. Por isso, quando descobri estes tennis, logo na primeira pesquisa que fiz sobre cortiça "made worldwide", interpretei como um sinal. Vale o que vale!

 

Espero que tenham gostado das minhas sugestões. Na próxima semana há mais. Até lá desejo-vos uma óptima sexta-feira e um excelente fim-de-semana.

Viagens na minha terra

Regressei às viagens na minha terra. Desta vez num ambiente mais cosmopolita, perto do Porto. E se de dia as botas de biqueira de aço são as minhas fiéis companheiras, à noite esperam-me estas duas senhoras, compinchas de serão. Com elas me vou inspirando para um dos próximos a-cor-dar, dedicado à cidade invicta.

Por falar nisso, amanhã há a-cor-dar em versão "rumo ao sul", até porque é vespera de fim-de-semana e altura de voltar para os braços dos meus amores ;)

Carta à minha princesa

És mimada q.b., como qualquer segunda filha. Largaste o biberão há pouco. Substituíste-o por uma palhinha no copo. Menos mal, assim não temos de o levar connosco, de cada vez que dormimos fora. Tens no espelho o teu melhor amigo de brincadeiras, desafiando-o com novas caras e expressões de cada vez que passas por ele. E encarnas todas as personagens que vês nos livros. De preferência, as princesas porque tens orgulho em ser pirosa (e eu tenho para mim que esta palavra assumiu todo um novo significado desde que eu tinha a tua idade). Tens sorriso fácil. Gargalhada contagiante. E uma maneira engraçada de falar. Um misto de mimo com alguma falta de audição na altura em que se aprende a falar. Agora vais ter que corrigir isso. E vais ter que ser (novamente) operada ao ouvido. Tímpano manhoso que insiste em não fechar!

Vistas bem as coisas, 2014 vai ser um ano de desafios para ti, minha princesa. E, enquanto não consigo passar para mim as provas que a vida te reserva, vou-te compensando como posso, com doses extra de amor e o colo que será sempre teu.

Uma empreendedora em cada blogger

Gosto de projectos que nascem do coração. Que surgem como uma ideia ténue e que depois, quando damos conta, assumem uma clarividência tão óbvia que não pode ser de outra maneira. Projectos que ganham sentido, forma, uma identidade, uma marca, que vão crescendo e que servem de exemplo vivo que a vida não se esgota em palavras como conjuntura, crise e todas as nuvens cinzentas que insistem em pairar no (nosso) céu. E é assim que imagino que os Projectos que vos trago hoje tenham surgido...

São mulheres, na maioria mães, e bloggers que criaram a sua própria marca e utilizam o blogue como montra para a mesma.

 

Ana Garcia Martins

Desde logo, o fenómeno Pipoca Mais DoceConfesso que tenho dificuldade em enumerar todos os projectos que a Ana Garcia Martins já abraçou. Tem uma loja, publicou livros, já foi embaixadora de muitas marcas e produtos. Escolhi-a por ser a primeira, por ter desbravado o caminho e, claro, por ser igual a si mesma!

Fernanda Velez

É a criadora de outro fenómeno de popularidade chamado Blog da Carlota. A Fernanda Velez e a sua pequena Carlota são dos rostos mais conhecidos na blogosfera portuguesa. Já participaram em muitas campanhas, mas o projecto que, para mim, merece destaque é o Mercadito da Carlota pelo seu sucesso mas, principalmente, por ser uma óptima montra para novos projectos.

Rita Ferro Alvim

e o seu Socorro sou mãe. Gosto muito da Rita. Parece-me ser uma pessoa muito simpática e genuína. O ano passado criou o Crush fotografia, depois de ter sido desafiada por muitos amigos e amigos de amigos a ser a fotógrafa de serviço em festas e eventos sociais.

Cláudia Casal

O projecto mais recente surge pela mão da Cláudia Casal do A place for twiggs. Chama-se Menina Lisboa e, segundo a Cláudia, é o seu atelier de design, onde irá partilhar produtos, projectos de design gráfico e quaisquer outras ideias que possam ser simpáticas e giras de partilhar.

Na área dos serviços ou produto, estas bloggers arriscaram a sair da sua zona de conforto e abraçar novos desafios. Sem dúvida, óptimos exemplos a seguir!

About me

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Histórias Contadas no Bloglovin

Follow on Bloglovin

Histórias Contadas no facebook

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D