Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Desenrascar

"Processo criativo que origina uma solução sem que existam as aparentes condições necessárias, por vezes efectuado através de métodos pouco ortodoxos."

 

Ontem fui à Universidade de Aveiro. À chegada deixei cair o telemóvel no parque de estacionamento. Não dei conta na altura. Quando me apercebi e voltei para trás, já era tarde... 

Não tenho nenhum topo de gama, mas é um smartphone simpático que serve muito bem para os meus (pequenos) vícios digitais... E tinha desaparecido! Pus-me logo a fazer filmes: alguém o encontrara e ficara com ele!

 

Passado poucos minutos, a colega que estava comigo recebeu um telefonema. Era o (meu) Nuno a avisar que o telefone estava na portaria dum dos edifícios da Universidade de Aveiro. A sério?! O Nuno, a 250 km de distância?! Mas como?

 

Passo a explicar: Uma estudante encontrou o telemóvel e, em vez de ficar com ele, fez algo muito diferente... ligou para a minha mãe (mãe é mãe, certo?!). A minha mãe avisou o Nuno e o Nuno ligou para a minha colega.

 

Já lhe chamaram Geração rasca. Hoje chamam-lhe Geração à rasca. Eu cá prefiro chamar-lhe Geração desenrascada... e honesta. Porque, em vez de guardar o telefone para si, esta miúda desenrascou-se para ajudar alguem que não conhecia.

 

E é isto! Apesar dos maus exemplos que nos saltam à vista todos os dias na televisão e jornais, este País está cheio de gente boa! 

Boa sexta-feira. Bom fim-de-semana! 

 

PS - É estudante universitária. Deve andar na Escola Superior de Saúde de Aveiro. Mas, é tudo o que sei a seu respeito. Por isso, deixo aqui o meu agradecimento, na esperança que algum dia o possa ler. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Confetti by HContadas.jpg

Hoje trago-vos projectos giros e outras curiosidades que vou descobrindo na net. Para ver durante o intervalo para café: 

Bom dia, boa terça-feira!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Termino o moodboard da sala com a zona de jantar. Também aqui o branco é o tom principal, misturado com pinceladas de rosa e cinza para dar cor. A decoração é simples. A mobília é IKEA. Quanto ao serviço de mesa e acessórios, voltei a usar peças made in Portugal: o serviço é Costa Nova, a jarra é da Anna Westerlund, a ilustração é da Catita Ilustrações (adoro!) e os copos são da colecção da Kasa para o continente.

ZonaJantar by HContadas.jpg

1 - Coxim | 2 - Mesa e cadeiras | 3 - Ilustração | 4 - Serviço Pearl | 5 - Jarra | 6 - Copos | 7 - Candelabros | 8 - Louceiro | 9 - Cesto do pão

 

E é isto, miúdas giras. Já "só" falta mesmo a casa... ;)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Apesar da chuva e dos dias (cada vez) mais pequenos, não consigo afastar-me da ideia de Verão... pele dourada, cabelo molhado de sal, pés a chinelar na areia.

 

Talvez daí continuar a sonhar com a "minha" casa de praia. Depois do quarto, tenho andado entretida a decorar a sala. A sala é um espaço amplo e informal, separado da cozinha por uma bancada de pedra, onde zonas de estar e de jantar se misturam sem cerimónias. Apesar disso, optei por separar as duas no momento de fazer os moodboards. O que vos trago hoje é dedicado à zona de estar.

SalaEstar by HContadas.jpg

1 - Sofá | 2 - Almofada rosa | 3 - Almofada Enjoy | 4 - Mesa de centro | 5 - Candeeiro | 6 - Ambientador | 7 - Peça em macramé Spell | 8 - Manta | 9 - Caixas em cerâmica

 

O macramé da Ana (e o seu novo projecto CASULO) foi a inspiração para a decoração desta sala. Mesmo tendo estilos diferentes, acho que resulta bem com o novo sofá Stocksund do IKEA e com os têxteis da H&M Home (que finalmente chegou a Lisboa!). Como não podia deixar de ser, usei mais algumas peças made in Portugal, como as maravilhosas cerâmicas da Anna Westerlund, o candeeiro do Paulo Ramunni e os cheirinhos Castelbel. Espero que gostem!

 

PS - Agora que olho para o resultado: tons neutros, cores suaves e muitos têxteis, percebo que afinal o espírito do Outono sempre tomou conta de mim...

Autoria e outros dados (tags, etc)

PNM15 by HContadas.jpg

PNM16 by HContadas.jpg

Moinho de água (aldeia de França)

PNM17 by HContadas.jpg

PNM18 by HContadas.jpg

PNM19 by HContadas.jpg

PNM20 by HContadas.jpg

PNM21 by HContadas.jpg

Torre da igreja em Montesinho

PNM22 by HContadas.jpg

Montesinho

PNM23 by HContadas.jpg

Barragem de Serra Serrada 

PNM24 by HContadas.jpg

Antiga malhadeira de trigo (à entrada da aldeia de Caravela)

PNM25 by HContadas.jpg

PNM26 by HContadas.jpg

PNM27 by HContadas.jpg

 

Assim termina o registo do nosso passeio pela Parque Natural de Montesinho. Deixo-vos com imagens de Montesinho, a primeira aldeia do Parque Natural a ser reabilitada e que é hoje um exemplo vivo das aldeias que outrora povoaram esta região do país; o moinho de água na aldeia de França, a mesma aldeia que em tempos recebeu muitos portugueses que, enganados, julgavam estar a emigrar para França; e, outras tantas imagens que ilustram a liberdade boa da vida do campo, as pessoas, os animais e um pôr-do-sol que aquece até hoje as memórias do nosso Verão.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

PNM01 by HContadas.jpg

Ponte romana de Gimonde

 

 

Rio de Onor (na fronteira com Espanha)

 

Bragança foi o aperitivo na descoberta do nordeste transmontano. Ao subir a primeira encosta entramos no Parque Natural de Montesinho, um sítio mágico do nosso Portugal, onde homem e natureza falam a mesma língua e dançam a mesma canção.

 

Serras onduladas. Vales profundos. Ribeiras e riachos. Casas de pedra. Pontes romanas. Flores coloridas. Pessoas simples e genuínas. E animais, muitos animais. Explorar o Parque Natural de Montesinho é ficar com as baterias carregadas de ar puro, de verde e natureza. É desacelerar, baixar rotações, descobrir um outro ritmo, uma batida mais calma que até o relógio parece respeitar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

LXD14 by HContadas

 

Lembram-se de vos ter falado da Casa Ideal aqui?

 

O tempo voa e é já quarta-feira que abrem as portas desta Casa Portuguesa ... Com certeza, na Fil, no Parque das Nações, em Lisboa.

 

Há quem goste de sapatos. Há quem goste de casas bonitas. E há quem goste de tudo isso concentrado num único espaço... a Casa Ideal 2014

 

Passo a explicar, a Casa Ideal está inserida no Lisboa Design Show que conta com um vasto programa de eventos dedicados ao design nas suas várias vertentes: produto, interior e fashion. E estamos a falar de desfiles de moda, conferências, workshops e muito mais... Enfim, uma mão cheia de propostas e novidades que nos vão deixar a suspirar.

 

[Para mais informações espreitem aqui]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bragança

01.10.14
Bragança01 by HContadas
Vista da zona histórica da cidade e Castelo
Bragança02 by HContadas
Bragança03 by HContadas
Bragança04 by HContadas
 

Os avós do primo Francisco são de Bragança e há muito que falávamos em visitá-los. Estas férias, a pretexto de fazermos uma surpresa ao Francisco no seu aniversário, rumámos ao extremo nordeste de Portugal.

 

Bragança é uma cidade charmosa, que se estende ao longo das margens do rio Fervença. Ruas estreitas. Prédios antigos. Varandas de ressalto. Janelas quadriculadas em guilhotina, coloridas e muito típicas. No alto, as muralhas do Castelo e a torre de Menagem avistam-se em qualquer ponto da cidade.


Bragança05 by HContadas
Dentro das muralhas, uma outra cidade
Bragança09 by HContadas
Bragança06 by HContadas
Bragança07 by HContadasBragança08 by HContadas
Vista da Torre de Menagem, Igreja de Santa Maria e Domus Municipalis a partir das muralhas
 

 

Dentro das muralhas, outra cidade. Uma cidade pitoresca, presa no tempo, de história rica e monumentos imponentes. A torre de Menagem, a Igreja de Santa Maria, o Domus Municipalis e o Museu ibérico da Máscara e do Traje são alguns pontos turísticos a visitar.

 

Isso, ou percorrer demoradamente as ruas estreitas, becos ou vielas, e subir à muralha, onde conseguimos ter uma vista panorâmica não só da cidade como de toda a região.

 

Os locais são afáveis, hospitaleiros, de sorriso fácil.

A comida é de babar, principalmente a famosa posta mirandesa, feita de carne de vitela que se desfaz na boca.

 

Em resumo, tudo bons ingredientes para uns dias muito bem passados!

 

 

Algumas notas úteis

A visitar em Agosto: a Feira Medieval de Bragança que decorre dentro das muralhas do Castelo por volta do dia 15. 

Onde comer posta mirandesa: restaurante "O Silva".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do meu verão

30.09.14

Rosas by HContadas

 

Casas antigas, negras de xisto, e rosas coloridas.

Um cheirinho bom da nossa passagem por Trás-os-Montes.

E a promessa da reportagem completa aqui no blogue em breve, muito em breve!

 

my instagram

Autoria e outros dados (tags, etc)

BoloChocolateG01 by HContadas

Hoje trago-vos mais uma receita de bolo de aniversário, na versão XXL.

É verdade, lá por casa os bolos passaram a ser oficialmente feitos pela mãe. E, se a Mariana escolheu bolo de iogurte, o Gonçalo preferiu bolo de chocolate.

Uma vez mais, tive que improvisar... Valeu a ajuda do amigo Google e desta receita.

Mas, digo-vos, correu muito bem. O bolo ficou fofo e super-saboroso!

 

Bolo de Chocolate

(Receita para forma redonda de 32 cm de diâmetro)

 

Ingredientes  para o bolo:

  • 8 ovos
  • 2 a 3 chávenas de chá de açucar (escolher a gosto)
  • 4 chávenas de chá de farinha
  • 2 chávenas de chá de óleo de girassol
  • 2 chávenas de chá de leite meio gordo
  • 250 gr de chocolate em pó
  • 2 colheres de sobremesa de fermento em pó

Nota: cada chávena de chá tem cerca de 200 ml de capacidade.

 

Ingredientes para a cobertura:

  • Pasta de açúcar a gosto (vende-se em lojas de cake design)
  • Geleia de fruta (escolhi morango)

 

Preparação do bolo:

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Untar muito bem a forma com manteiga e polvilhar com farinha.

Numa taça juntar os ovos com o açúcar e bater até formar um creme. Adicionar os restantes ingredientes e bater mais uns minutos.

Deitar a massa na forma e levar ao forno cerca de 60 a 65 minutos, sempre à temperatura constante de 180ºC.

Antes de retirar do forno, verificar se está cozido espetando um palito mesmo no centro do bolo e só retirar quando o palito sair completamente seco.

Desenformar 10 a 15 minutos após sair do forno e colocar sobre uma grelha (usei a grelha do forno) para arrefecer uniformemente por cima e por baixo. Deixar arrefecer totalmente.

 

Preparação da cobertura:

Polvilhar açúcar em pó numa superfície plana. Estender a pasta de açúcar com um rolo da massa até ficar com a espessura pretendida.

Barrar toda a superfície do bolo com a geleia.

Colocar a pasta de açúcar sobre o bolo, cobrindo-o na totalidade. Decorar a gosto.

BoloChocolateG02 by HContadasBoloChocolateG03 by HContadas

Autoria e outros dados (tags, etc)


About me

Histórias Contadas no Bloglovin

Follow on Bloglovin

Histórias Contadas no Facebook


TheSunnyStore
MerkatoBanner by HContadas

Lifestyle - Dicas e Sugestões


Decoração Festas de Crianças